sábado, 14 de setembro de 2013

Treino PL74 - Sai pra lá!

Até por sua longa duração, dezesseis semanas ou mais, é difícil ter algum ciclo de preparação para maratona 100% livre de um sustinho. Esta postagem já estava praticamente pronta na cachola, era para ser uma singela homenagem ao São José E.C., time de futebol de minha cidade. Não que ele ande fazendo muito por merecer. Desde o começo dos anos noventa não sabemos o que é disputar uma Série A-1 do Paulistão. Bons tempos aqueles em que tínhamos jogos contra times grandes, de lotar o Martins Pereira. Até na primeira divisão do Brasileiro.

Era bem da hora
"No ninho da Águia" era o título pensado durante o treino solo desta sexta-feira à noite. Deixando o meu bairro, inicialmente sem rumo, mas depois decidindo pelas bandas do Jardim Paulista e pelo giro em torno do estádio joseense. Contando, para quem não conhece (ou já esqueceu), um pouco da história do principal clube local e de sua casa. Cheguei a fazer o caminho de ida, sem qualquer problema, com direito à volta olímpica (externa). Mas o de volta seria pior que o calvário de décadas do S.J.E.C., quase sempre mais próximo de cair para a A-3 do que voltar à elite.

Voa de novo, Águia do Vale!
Lá pelo décimo segundo quilômetro, já pertinho de casa, na Vila Nair, uma calçada meio irregular... E tome susto! Desequilibrei-me e, para evitar o tombo certo, saí catando cavaco. Fugi do pior: uma trombada com o banquinho da praça, próxima ao ponto de ônibus. Mas a freada brusca teve um preço: uma bela de uma fisgada no músculo anterior da coxa esquerda. Na hora, desabei de dor e só pensei no pior. Adeus, Lisboa!

A cena do crime
Alguns minutinhos esticando a perna depois, deu para sentir que também não era para tanto. Dispensei até o generoso oferecimento de ajuda de um transeunte. Teve outro que passou batido, fingindo que nem tinha visto. Passado o susto (e a vergonha), mudei a rota e desci, meio andando, meio no trote fake a Rua Talim, atravessei a passarela e segui na mesma leve toada até a base da ladeira da Rua Luiz Gonzaga Sendretti. Queria correr quinze, fechei com treze. E uma ruguinha de preocupação na testa.

O caminho acidentado
Comecei imediatamente o tratamento, com bolsa térmica e pomada fitoterápica. Na hora, passou totalmente a dor. Voltaria mais tarde, fraquinha, mas presente o tempo todo. Se persistir, cancelo sem remorso a minha participação no Ataque ao Cume III do próximo domingo. E estarei lá na subida do Pico do Itapeva em Campos do Jordão, do mesmo jeito, para assistir, fotografar e dar aquele apoio moral para os amigos. Nenhum treino, por mais bacana e importante que seja, vale mais que minha saúde e integridade física.

Já estive lá duas vezes. E estarei pela terceira, mesmo que seja para subir "com ajuda"
Link no Garmin Connect:
http://connect.garmin.com/activity/375177548

Resumo do treino:

19 comentários:

  1. Sera q foi grave? N ha de ser nada. Massageia com os dedos ate sentir onde foi a fisgada e relaxa. Q prova doida essa de domingo? Fabio=maquina.
    Abx. Dani ctba

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho impressão de que não é nada mais sério. Mas o medo é forçar e agravar.

      O Ataque ao Cume é um treino que fazemos todo ano. São 11 km de subida, da Praça do Capivari em Campos do Jordão ao Pico do Itapeva em Pindamonhangaba. Um dos pontos mais altos do estado de São Paulo e um dos cenários mais bonitos que tive o prazer de contemplar.

      Abraço e obrigado pela força!

      Excluir
    2. e vc querendo vir fazer a graciosa aqui em ctba... rsrs
      esses 11 aí deve ser nervoso.
      VQV :)

      Excluir
    3. Eu já cheguei à seguinte conclusão, Dani. Eu gosto de provas fáceis e de provas (e treinos) MUITO difíceis, tipo Mountain Do, XTerra, Graciosa (acho) e isso aí que fizemos no domingo. Do que eu não gosto mesmo é de subidinha chata no meio de prova que era para ser fácil, manja? Aquela que aparece só pra atrapalhar o ritmo...

      Que vamo, vamo!

      Excluir
  2. Rapaz...xô zica mesmo!

    ResponderExcluir
  3. Antonio Ariovaldo dos Santos14 de setembro de 2013 14:47

    É corredor tome cuidado porque no,momento o mais importante é seu compromisso internacional que vem por aí mas,mais importante ainda é a sua saúde como um todo ,corrida por melhor que seja haverá muitas pra nós participarmos principalmente vc que tem a vida toda pela frente ,se vc não puder participar correndo só a sua presença entre nós já será muito importante e muito bem vinda..Um grande abraço e melhoras....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Palavras show amigo... Vc é 10!

      Excluir
    2. Obrigado, Toninho! Estou ainda na expectativa (e no tratamento!). De qualquer maneira, estarei lá, pra correr ou não.

      Abração e até!

      Excluir
  4. Com certeza o mais importante e sua presença entre nois!! Se não puder correr entre nois vamos entender q vc tem q se recuperar e se preparar para Lisboa! Um sonho de todos e poder correr um internacional. E tenha certeza q estaremos Sorrindo de alegria no dia 6/10 só de saber q vc vai representar nossa equipe em Lisboa.. também estarei muito feliz por ser minha primeira corrida de 25 km em SP no mesmo dia.. Obrigar amigo.. Obrigado Equipe 100 juízo. Estarei sempre junto se DEUS quiser!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Helber! Se for pra colocar em risco a minha participação em Lisboa, certamente o melhor é assistir. Só correrei amanhã se estiver zerado da dor. Vamos ver no que dá. Abração e até amanhã!

      Excluir
  5. Se cuida que não há de ser nada!
    Curiosidade: esse mapa é gerado pelo garmin?
    Abração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode deixar, Luiz, estou cuidando.

      O mapa é gerado pelo Garmin Connect, que exporta dados para o Google Earth.

      Abraços!

      Excluir
  6. Já vi no face que foi treinar e que não foi nada grave, agora, ficar distraído pensando no que postar no blog a ponto de quase desabar com a fuça no chão, fala sério Fábio. rsss.
    Espero que a dor não volte a te atrapalhar.
    Beijo Grande e nada te tira de Lisboa pode ter certeza vai na fé.
    Boa semana
    Ju

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não foi, Ju, felizmente... Mas que assustou, assustou, viu?

      Hehehehe... Não foi bem assim. Acho que era mais cansaço acumulado, eu tenho o mau hábito de correr arrastando os pés quando fico meio cansado. Tropecei numa linha no chão. Escapei de uma boa. Mas acho que ficou só nisso mesmo. Zerado das dores.

      Bjs e uma ótima semana pra você também!

      Excluir
  7. E por falar em "Zica" hein Amigo Fabio ., que susto companheiro ainda bem que não foi grave ., pior de tudo que quando passa a dor aí vem a vergonha rsrsr ., essa é osso .
    Mas bola pra frente grande Fabio ., e faça uma excelente maratona em Lisboa ok .
    Abraços
    Romildo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi só susto, mas dos grandes, Romildo. E que vergonha que deu, na frente do ponto de ônibus... Fala sério!

      Agora é seguir olhando por onde pisa e torcendo pra mais nada acontecer até Lisboa. E depois também, claro.

      Abração, obrigado pela visita e mensagem.

      Excluir
  8. Músculo posterior da coxa esquerda.....esse tem sido meu calvário nos últimos 2 meses.
    Vai tratamento, vem tratamento e ainda não estou 100%.
    Muito cuidado nessa hora Fabião e boa sorte em Lisboa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Torcendo muito daqui para que esse calvário acabe logo. E que você possa vir em outubro pra correr em SP, qualquer que seja a distância.

      Obrigado pela força. Abração!

      Excluir

Obrigado por estar comigo neste caminho. Deixe também o seu registro de passagem. Dê sentido à existência disso tudo.